6 de set de 2012

A arte de Cecília Giménez


Cecília Giménez é uma pacata, porém astuta, senhora de 81 anos que imprimiu sua visão de arte sobre a obra ‘Ecce Homo’ de Elías García Martínez. A intenção, todos sabem, era boa: Restaurar por conta própria um afresco do século XIX da igreja que frequentava. O resultado? A melhor estratégia de marketing religioso desde a criação do Vaticano.
Ecce Homo de Elias Garcia Martinez e Cecilia Gimenez
A desastrosa restauração de Cecília se espalhou pelo mundo tão rapidamente quanto a gargalhada de quem conferia a notícia. E, do dia para a noite, colocou o Santuario de la Misericordia de Borja no mapa entre as igrejas pelo mundo a serem visitadas.
Restauração de Cristo de Ceclia Gimenez em Borja
Já começaram a produzir camisetas, bonecos e botons com o ‘novo rosto de Cristo’ para comercializar na região. As curvas agora pintadas na parede do santuário estão espalhadas pela internet com as mais infames comparações. É possível constatar pelo Google que o termo ‘Ecce Homo’ referente a obra de Martínez não havia sido citado até o incidente e que as referências a cidade espanhola de Borja, local onde fica a igreja, ganhou milhares de referências instantaneamente. Até mesmo protestos contra a vontade dos religiosos de esconderem a obra e um abaixo-assinado para que a permitam ficar como está estão acontecendo.
Cecilia Gimenez e Ecce Homo em BorjaEcce Homo ganha Monalisa, DaVinci e outras adaptaçõesCeclia gimenez e ecce homo de borja chegam a Munch
Não é possível desmentir que Cecília Giménez, além de uma artista incompreendida, é a melhor estrategista comercial que uma igreja já viu desde os tempos das Cruzadas. Modificou uma obra sem graça e esquecida pela igreja e pelo governo, a fez reverberar pelo mundo e ainda criou formas comercialmente viáveis para os interessados aproveitarem o desastre.
O  padre e o prefeito deveriam pegar suas tacinhas de champagne e cruzar os braços para bebericar a comemoração do fenômeno.
Ecce Homo de Borja e TitanicBoneco de Ecce Homo
Cecília, por outro lado, está de cama com crises de ansiedade pela repercussão de seus feitos memoráveis. Quem sabe em pouco mais de 100 anos ela não tenha sido a precursora de um movimento sacro contemporâneo para os livros de arte? Ou, ao menos, tenha conseguido chamar a atenção das autoridades quanto ao patrimônio artístico de seu país?
Ao navegar por esta notícia, achei um site específico para a sua criação própria da obra. Me diverti muito vendo todas as pinturas que fizeram, incluindo a arte digital no meio! Dá uma olhada:

Ri tando com a releitura que fizeram! Até a Miku!


Eu criei a seguinte releitura:


Você pode criar e ver as outras obras também no site http://pinterest.com/source/ceciliaprize.com/http://www.ceciliaprize.com/ e se tiver twitter, coloque #ceciliaprize no seu tweet da foto!

Estou me empolgando com essa arte, essa senhora renomeou completamente a imagem e assim, criou uma novíssima estrutura de percepção!
-
Curta a página do MFI no facebook para ficar por dentro de todas as novidades da arte e moda!

xoxo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Oi, obrigada por comentar, comente quando quiser!